• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Municpios Fazem da Reciclagem o Caminho para Resgatar Cidadania dos Catadores que Vivem Dentro dos Lixes
País: Brasil
Fonte: CEMPRE 1999
Data: 7/2004
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
De Norte ao Sul do Pas, os lixes a cu aberto continuam proliferando e invadindo espaos significativos da paisagem brasileira. E o problema no escolhe uma vtima em especial, est presente em cidades de pequeno, mdio e grande porte. Os moradores que vivem prximos dessas reas protestam, fazem abaixo-assinados, deixam de pagar o IPTU. Dia aps dia, eles sofrem com infestaes de moscas, pernilongos, ratos, aranhas, cobras, todos atrados pelos alimentos em decomposio e todo o tipo de entulho jogado ali. Muitas vezes o lixo hospitalar tambm depositado, sem qualquer precauo, nesse terrenos. O mau cheiro insuportvel e subumana a condio de vida das pessoas que sobrevivem como catadores dentro desses lixes.

Mesmo sendo um Pas carente de estatsticas, hoje sabe-se que a reciclagem (veja nmeros no quadro abaixo) tem contribudo para a soluo de muitos desses problemas, gerando renda, emprego e melhores condies sanitrias nesses locais. As iniciativas de cidades como Araatuba/SP, Catanduva/SP, Penha/SC, Ponta Grossa/SP e Rio de Janeiro/RJ do prova disso.

O que o Brasil recicla?

Aproximadamente 1,5% do lixo slido orgnico urbano;

Dos 900 mil metros cbicos (m) de leo lubrificante consumido anualmente, 18% rerrefinado;

15% da resina PET;

10% das 300 mil toneladas de sucata disponveis para a obteno de borracha regenerada;

15% dos plsticos rgidos e firmes, o que equivale a 200 mil toneladas por ano;

35% das embalagens de vidro, somando 280 mil toneladas por ano;*

35% das latas de ao, o que equivale a cerca de 250 mil toneladas/ano;

64% da produo nacional de latas de alumnio;

71% de volume total de papel ondulado;

36% do papel e papelo, totalizando 1,6 milho de toneladas de produto reciclado.


Atraindo seguidores - Considerada uma experincia modelo na regio de Araatuba (SP), a Associao dos Catadores de Papel, Pepelo e Materiais Reciclveis - Acrepom, vem atraindo a ateno de diversos municpios vizinhos. Guararapes, por exemplo, aps conhecer o trabalho desenvolvido pela Acrepom, que rene 25 trabalhadores, fornecendo moradia e alimentao a todos, implantou recentemente um projeto semelhante.

Situada tambm no interior de So Paulo, Catanduva, em parceria com a organizao religiosa Critas, acaba de lanar o projeto de reciclagem "Luxo do Lixo", iniciativa indita na cidade.

Cerca de R$ 60 mil foram investido na compra de oito mquinas, entre prensas e lminas para cortar papel, equipamento para reciclagem de papel e alumnio e 25 carrinhos para coletar materiais nas ruas. O galpo onde funciona o projeto, com cerca de 1 mil metros quadrados, foi cedido pela prefeitura que ainda fornece s 17 famlias que participam do "Luxo do Lixo", alimentao, remdios e assistncia mdica, alm de equipamentos de segurana como luvas, botas, chapus e uniformes. Toda a rena obtida com a venda dos reciclveis revertida integralmente para os cadastrados, gente que antes do projeto no tinha perspectiva de uma renda mnima ou um emprego. A meta da administrao ampliar em breve, o projeto.

A Cooperativa dos Catadores do Jardim Gramacho (RJ) que conta com 160 associados, ex-catadores de lixo, opera atualmente duas unidades de reciclagem e j tm planos para comprar equipamentos que reciclem plstico. Toda a atividade subsidiada pela Comlurb, que mantm um refeitrio e est providenciando equipamentos individuais de segurana para os cooperados>htt>