Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Processo de reciclagem de plstico
País: Brasil
Fonte: ABRELPE
Data: 10/2004
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
O processo tem incio com o recebimento da matria prima, que vem de associaes de catadores, empresas de coleta seletiva ou sucateiros

A empresas normalmente preferem adquirir o material compactado, enfardado e em toneladas.
Em seguida feita uma triagem do material, onde os plsticos so separados por tipos.
Cada tipo pode sofrer uma nova seleo. O PET, por exemplo, separado por cor, alcana um maior valor.
A triagem importantssima para comear a revalorizar o material.
Ento o plstico passa por um moinho de facas, onde modo.
Ocorre a lavagem e secagem do material.

Apenas modos, os plsticos j podem ser vendidos. Para agregar mais valor, os plsticos podem seguir para um aglutinador, que aquece e resfria o plstico, dando densidade suficiente para entrar na extrusora, que funde, homogeneiza o material e o transforma em tiras, conhecidas como "spaghetti".
Por fim, o spaghetti resfriado, picotado e ensacado pode ser encaminhado para fbricas de artefatos plsticos.

Aplicaes do plstico reciclado
O plstico reciclado serve para as aplicaes mais diversas, podendo ser usado puro, misturado com resina virgem e at com outros materiais.

As aplicaes mais comuns so: embalagens - utensilios domsticos - tubos de conexo - peas de calados - sacos plsticos - peas automotivas - componentes para eletrodomsticos - revestimentos - tecidos e muitos outros.
A cada dia so descobertas novas aplicaes para os plsticos reciclados.

fonte: Criatura comunicao - www.criatura.com.br (texto produzido originalmente para sites de recicladores)