• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Lixo eletrnico t na hora de se preocupar com isso
País: Brasil
Fonte: www.abrelpe.com.br
Data: 2/2005
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
A ausncia de chamins na indstria de tecnologia da informao levou a supor que finalmente o processo de industrializao se conciliaria com a preservao do meio ambiente. Mera iluso. Se no cospem toneladas de fumaa no ar, os fabricantes de produtos de informtica so responsveis por um outro tipo de poluio: o chamado lixo eletrnico, que cresce exponencialmente em todo o mundo, no mesmo ritmo em que aumentam as vendas de computadores e perifricos e, conseqentemente, o descarte de mquinas consideradas ultrapassadas. Para se ter uma idia, estima-se que anualmente nada menos que 130 milhes de novos PCs sejam comercializados no planeta.
Formado por aparelhos obsoletos e sucata de placas, circuitos impressos, carcaas de plstico ou fiao, tubos catdicos e displays de cristal lquido, entre outros componentes, o e-lixo contm uma ampla gama de produtos txicos e metais pesados, como mercrio, nquel, cdmio, arsnico, estanho, cobre, cromo e chumbo que podem causar danos ao sistema nervoso, edemas pulmonares, osteoporose e at cncer.

Justamente pelo risco potencial que representam, os resduos tecnolgicos no devem ser descartados diretamente na natureza, sem antes passarem por um tratamento adequado. Entretanto, nem as autoridades pblicas nem os fabricantes se ocuparam ainda devidamente do problema, principalmente no Brasil, que nem sequer tem uma legislao especfica, atribuindo responsabilidades pela coleta e destinao do e-lixo, como j ocorre em alguns pases na Europa.

O resultado da negligncia que a sucata eletrnica termina incorporada ao lixo urbano comum, sendo depositada em aterros sanitrios e lixes ou incinerada. quando libera substncias txicas poluentes responsveis pela contaminao do ar, do solo, de rios e de lenis de gua subterrneos.

Felizmente, embora sejam poucos e isolados, comeam a surgir casos de empresas preocupadas em desenvolver programas prprios de tratamento do resduo tecnolgico. Alm de cumprir com sua obrigao ambiental, fabricantes como Itautec Philco, Toshiba e Epson esto descobrindo formas at de lucrar com a sucata, encaminhado-a para reuso, reciclagem ou reaproveitamento de componentes