• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Pesquisador transforma resduos de madeira em blocos de concreto
País: Brasil
Fonte: www.reciclaveis.com.br
Data: 3/2005
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
Transformar resduos de madeira - p de serra - em blocos de concreto e material de enchimento das pr-lajes para construo civil foi o objetivo do engenheiro Flvio Pedrosa Dantas Filho ao iniciar sua pesquisa de mestrado na Faculdade de Engenharia Civil. De acordo com o engenheiro, os resduos so considerados "indesejveis", ficando geralmente amontoados em ptios onde so queimados ou jogados em rios. A gerao deste tipo de resduo no pequena.

Dantas Filho estima que uma serraria de porte mdio destinada a produzir 2 mil metros cbicos de madeira serrada por ms, poderia gerar 78 toneladas de serragem. Ao todo, as serrarias do pas gerariam em torno de 620 mil toneladas de serragem por ano. "Os problemas causados para o meio ambiente so inmeros", afirma. "Um dos principais fatores a queima que polui o ambiente, gerando gs carbnico", completa. A outra porcentagem, segundo o engenheiro, descartada no meio ambiente, provocando poluio do solo e gua.

A partir dos resultados obtidos no estudo de Dantas Filho, o p de serra utilizado como agregado mido em substituio parcial ou total ao agregado mido mineral (areia) possibilita a reduo significativa da areia na produo de blocos de concreto para vedao e/ou elementos de enchimento de pr-lajes, comportando-se como um material mais leve e termo isolante, em funo da baixa condutividade trmica. As pesquisas revelaram que o material 3,5 vezes mais isolante trmico que o concreto convencional. Segundo ele, materiais convencionais, como o concreto, por exemplo, precisam ser revestidos com isolantes trmicos para reduzir o calor gerado nos ambientes, o que alm de encarecer o projeto nem sempre produz efeito esttico satisfatrio.

Outro benefcio da substituio da areia pelo resduo (p de serra) a acstica dos ambientes. Pesquisadores do Departamento de Arquitetura e Construo mostram que a adio do p de serra na composio do trao de materiais de acabamento melhora a absoro sonora desses materiais. Os ensaios mostraram que a absoro acstica proporcionada por este material foi muito superior aos dos revestimentos convencionais (alvenaria lisa e cortia, entre outros). Alm disso, segundo Dantas Filho, a cortia no resulta em um visual apreciado pelos arquitetos. "O bloco pesquisado pode fazer parte da decorao do local, pois pode ser pintado e possui o aspecto de alvenaria convencional", defende.

Orientado inicialmente pelo professor Luis Alfredo Cottini, Dantas Filho iniciou h trs anos as pesquisas para a dissertao de mestrado "Blocos de Concreto e elementos de enchimento de pr-lajes com adio de p-de-serra, uma alternativa para minimizar impactos ambientais". Na poca, tinha interesse em dar continuidade linha de pesquisa de Cottini sobre reciclagem de resduos. O professor j havia desenvolvido processo para o tratamento do material e necessitava de estudos que permitissem testar a utilizao. Mas por problemas de sade, Cottini precisou se aposentar.

O professor Vitor Antonio Ducatti prosseguiu na orientao e o engenheiro passou a testar vrias propores de adio do p de serra ao concreto para a produo de blocos. A utilizao do p de serra como agregado mido na produo de blocos de concreto em at 50% do volume aumentou a resistncia trmica com reduo de peso, atendendo as prescries da norma para alvenaria de vedao. A utilizao da argamassa de cimento e p de serra na produo de elementos de enchimento de lajes pr-moldadas tambm foi satisfatria.

O engenheiro explica que tradicionalmente, o material utilizado para o enchimento seria a cermica ou isopor. "A substituio dos blocos cermicos pelos blocos de cimento e p de serra minimiza a degradao dos macios argilosos e o consumo de madeira para produzir calor na queima dos fornos das indstrias cermicas. J o isopor muito caro", esclarece. Para<