Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:







Curiosidades


Assunto: Pneu vira concreto
País: Brasil
Fonte: www.ambientebrasil.com.br
Data: 7/2005
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
Concreto com borracha garante destinao ecologicamente correta a pneus inservveis

O Instituto Via Viva elaborou uma nova tecnologia na fabricao de concreto, capaz de abrandar as conseqncias dos acidentes de trnsito, alm de colaborar com a preservao do meio ambiente. Trata-se do concreto DI (Deformvel e Isolante), utilizado para a construo de barreiras rodovirias, que ficam mais elsticas e absorvem mais impacto.

O diferencial do concreto DI est em sua composio. Pneus sem utilidade, conhecidos como inservveis, so misturados ao concreto, o que lhe confere mais resistncia compresso. "As barreiras comuns podem causar danos aos veculos e s pessoas. Com a nova tecnologia, ocorre a reduo de traumatismos entre os acidentados", afirma Paulo Bina, engenheiro, vice-presidente do Instituto Via Viva e um dos criadores do concreto DI.

Porm, os benefcios no so apenas de ordem fsica e material. A reutilizao de pneus inservveis em substituio brita ajuda a dar destino a estes itens, que demorariam anos para decompor-se na natureza. Alm disso, h benefcio visvel para as indstrias de pneus que, de acordo com a resoluo 258 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), so obrigadas a coletar e destruir o mesmo nmero de pneus que colocam no mercado. "Estamos passando esta tecnologia a outras empreiteiras, como forma de incentivar esta forma de uso para os pneus inservveis", diz Bina.

Para arrecadao de pneus, o Instituto Via Viva criou os Ecopontos, locais onde os pneus so identificados e separados para serem usados na fabricao do concreto. A mo-de-obra utilizada para este servio ser, num futuro prximo, de deficientes mentais e familiares. "A idia fazer com que as indstrias de pneus paguem aos deficientes, que formam uma mo-de-obra pouco valorizada em nosso pas", comenta Bina. A previso de que se construam 60 Ecopontos na cidade de So Paulo, com verba de patrocinadores. O Instituto j firmou parceria com a Associao Nacional das Indstrias de Pneumticos e com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) de So Paulo para tocar o projeto.

As barreiras rodovirias compostas de concreto com borracha j foram construdas em dois pontos da cidade de So Paulo. O primeiro foi na Raposo Tavares, no final de 2003, e o segundo, no final da Marginal Tiet, no fim de 2004. Segundo o engenheiro, na Marginal, foram construdos cerca de 1km de barreiras, o que equivale ao uso de 10.000 pneus. Isso representa quase 10% do que foi retirado na ltima limpeza do rio homnimo (120.000 pneus, aproximadamente).

A verificao dos resultados est sendo acompanhada a cada quinze dias. "O teste mais importante sabermos como o concreto se comporta sob impacto", explica Bina. Ele completa afirmando que o Instituto est negociando "crash tests" com as indstrias automobilsticas, para confirmar os estudos de impacto j feitos anteriormente. "Com os dois pontos construdos, fizemos nossos primeiros ensaios", diz.