• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: RECICLAGEM DE LIXOS PLSTICOS ECONOMIZA ENERGIA E EMISSES DE CARBONO
País: Brasil
Fonte: http://www.nossofuturoroubado.com.br/12te%20lixo.htm
Data: 2/2007
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
A produo de sacolas para carregar compras oriundas da reciclagem em vez do polietileno reduz o consumo de energia em dois teros e produz somente uma tera parte do dixido de enxofre e xido nitroso. Reduz o uso de gua quase que em 90%, alm da emisso de dixido de carbono duas e meia vezes. Para cada tonelada de polietileno reciclado produzida, 1.8 toneladas de petrleo so economizadas.[1]

A reciclagem pode ser feita mecnica ou quimicamente. No processo mecnico o lixo plstico classificado, fundido, triturado ou transformado em grnulos e moldado em novos modelos.

Na reciclagem qumica, os polmeros dos plsticos so quebrados at seus monmeros que os constituem pelo tratamento a calor (despolimerizao trmica) e podero ento ser novamente utilizados em refinarias ou na produo petroqumica e qumica. No Reino Unido no h nenhuma fbrica de reciclagem qumica em escala completa. De acordo com o Departamento de Indstria e Comrcio ingls [2] o capital requerido para investimento muito mais alto do que as indstrias de reciclagem mecnica.

Mesmo com a vasta possibilidade de aplicaes dos plsticos reciclados, a atual tonelagem de lixo plstico que retorna ao ciclo de consumo de materiais reciclados ainda relativamente pequeno. Corriqueiramente, plsticos reciclados so raramente empregados para embalar alimentos - o maior mercado isolado para plsticos - em razo da preocupao quanto segurana alimentar. Outro constrangimento no emprego de plsticos reciclados que, para ser economicamente vivel, os processadores de plsticos requerem grandes quantidades de plsticos reciclados produzidos para especificao rigidamente controlada em relao a um preo competitivo quando comparado ao polmero virgem.

TRECHO TIRADO DO ARTIGO "A REDENO DO MUNDO DE LIXO PLSTICO"
AUTOR: Dr. Mae-Wan Ho