Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: USP cria carroa do futuro para catadores
País: Brasil
Fonte: G1
Data: 7/2007
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
Presentes em toda a cidade, os catadores de papis e sucata que utilizam carroas podero em breve ter mais segurana e melhores condies em seu trabalho. Um novo veculo foi desenvolvido pelo engenheiro mecnico Rafael Antonio Bruno, na Escola Politcnica da Univesidade de So Paulo (USP), agregando itens como retrovisores e sistema de freios -- nos tradicionais, preciso parar com a fora humana -- e um design que minimiza os esforos e preza pela integridade fsica do condutor.



"O veculo de trao humana desenvolvido no tem nenhum tipo de motor e apresenta um compartimento de dimenses adequadas para acomodar com segurana os materiais. Como os catadores trafegam por vias movimentadas da cidade cerca de 10 km por dia, equipamentos de segurana como pisca-alerta e adesivos reflexivos, assim como um sistema de freio semelhante ao da bicicleta, foram adaptados para o carrinho", disse Bruno ao G1.


Com trs rodas, duas de motocicleta na parte traseira e um rodzio comercial na frente, o veculo ganhou equilbrio e houve diminuio no esforo do condutor. O tamanho ficou de acordo com o proposto no projeto inicial -- 3 m de comprimento, 1,60 m de altura e 1,5 m de largura. J o peso excedeu em 10% o projetado: de 100 kg, passou para 110 kg. Com essa estrutura, o equipamento tem capacidade de carregar 500 kg em material para reciclagem.



O prottipo foi desenvolvido como trabalho de concluso de curso do engenheiro em 2006, integrando o projeto POLI Cidad, que prope temas para incentivar os alunos a desenvolverem trabalhos com nfase social. O trabalho contou com a opinio de catadores e de duas cooperativas, que atuaram como uma espcie de "consultoria", indicando os problemas e necessidades.

Limitaes
Mesmo assim, o veculo ainda no est pronto para ser colocado em funcionamento. "Em testes realizados com os catadores, eles apontaram a necessidade de diminuio do tamanho e do peso. Alm disso, preciso reduzir o custo, que ficou em R$ 1.100, 45% acima do planejado, cerca de R$ 700", conta o engenheiro. J nos testes de resistncia, capacidade, estabilidade e sistemas de freio e de trao, tudo foi aprovado.




O valor alto pode ser explicado pelos equipamentos utilizados. Bruno optou por usar materiais convencionais j existentes no mercado, no reaproveitados, para que o prottipo pudesse ser reproduzido sem problema de falta de peas. "Apenas as rodas traseiras, que so de uma moto, j eram usadas. Mas o carrinho pode ser adaptado para outros materiais, o que poderia torn-lo mais barato."



Se colocado em funcionamento, o novo veculo poderia trazer melhoria na qualidade de vida do milhares de catadores, alm da maior segurana. Com o prottipo de fcil fabricao, o engenheiro aguarda patrocnio de empresas e ONGs que pudessem financiar a confeco e a distribuio do veculo.