Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: A reciclagem e seus percalos
País: Brasil
Fonte: http://www.setorreciclagem.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=417
Data: 5/2008
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
O reuso tem uma caracterstica peculiar, que o baixo a nulo consumo de energia e de insumos para sua realizao. Esta a grande diferena frente reciclagem.
por Jlio Carlos Afonso

Estamos acostumados a pensar que a reciclagem a soluo perfeita para as questes ambientais que afligem a sociedade moderna. Pura iluso! Na verdade, dentro do famoso esquema dos 3 erres (reduzir, reusar e reciclar), a reciclagem vem na ltima posio, isso mesmo, em ltimo lugar. Como ponto de partida, as pessoas que buscam uma conscientizao ambiental devem ter em mente que se deve tomar atitudes que reduzam a demanda de matrias-primas para a fabricao dos mais diversos artefatos; evitar o desperdcio uma delas, e das mais acessveis a todos.

Trata-se tambm de um grande desafio de ordem educacional e cultural face insero das pessoas numa sociedade de consumo e do descartvel de hoje em dia. Alm disso, existem solues tecnolgicas que permitem a reduo da quantidade de matria-prima necessria hoje fabricao de um produto: por exemplo, as latinhas de alumnio tm hoje menos 40% de massa que suas congneres de 30 anos atrs; em outras palavras, consegue-se hoje fabricar mais latinhas com a mesma quantidade de alumnio que nos anos 1970, sem prejuzo da qualidade do produto.

Em segundo lugar, deve-se tentar empregar um determinado produto usado em outra finalidade, evitando exatamente o consumo de outros produtos ou matrias-primas. Um exemplo tpico desta prtica, o reuso, est no reaproveitamento de embalagens vazias, inclusive para finalidades diversas da destinao original, o que dispensa a compra de embalagens novas. O reuso tem uma caracterstica peculiar, que o baixo a nulo consumo de energia e de insumos para sua realizao. Esta a grande diferena frente reciclagem. Quando o material no tem condies de reutilizao (como no caso de uma embalagem de vidro quebrada), a sim lana-se mo da reciclagem. Nela, consomem-se energia e insumos (gua, trabalho de pessoas, etc) para transformar o produto usado em novos artigos, inclusive diferentes do produto inicial.

Apesar disso, muito melhor reciclar resduos do que descart-los no meio-ambiente, poluindo-o e ainda por cima pressionando ainda mais as limitadas reservas que a Terra dispe. Basta citar como exemplo que a reciclagem do alumnio das latinhas e outros objetos permite uma economia de at 95% de energia eltrica em relao ao alumnio obtido a partir de seu minrio (a bauxita). A reciclagem se enquadra, como os demais aspectos da questo ambiental, num contexto interdisciplinar: ela tem geralmente como grande vantagem a reduo do consumo energtico frente fabricao do mesmo produto a partir de fontes primrias. Ora, a questo do consumo energtico prende-se disponibilidade a partir de fontes fsseis, que so limitadas (petrleo, carvo, gs natural), da energia nuclear (grande geradora de resduos perigosos) e da energia de origem hidreltrica, que dependente do ciclo da gua e est sofrendo com as alteraes desse ciclo devido s alteraes climticas que pairam sobre o planeta na atualidade.

Talvez por isso a indstria em geral tem dado tanta ateno reciclagem, inserida em um escopo mais geral que se chama atuao responsvel, que tem por filosofia a adoo de procedimentos de melhoria contnua em vrios ramos de atividade industrial, com destaque para a reduo na emisso de efluentes, controle de resduos (gerao e reciclagem), sade e segurana no trabalho. Todo o ciclo de vida de um produto qumico cuidadosamente analisado para evitar qualquer risco ao meio ambiente, e a reciclagem uma das alternativas disponveis.

A arte da reciclagem mais complexa do que parece primeira vista. No se trata simplesmente de jogar plsticos, embalagens de ao, alumnio, papis... num determinado processo. Deve-se mencionar que existem diversas precaues a serem tomadas q