Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Descontaminao de Lmpadas Fluorescentes
País: Brasil
Fonte: http://www.centrovegetariano.org/Article-298-Descontamina%25E7%25E3o%2Bde%2BL%25E2mpadas%2BFluorescentes.html
Data: 8/2008
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
Os pases desenvolvidos incluem, na lista de resduos nocivos ao meio-ambiente, as lmpadas fluorescentes usadas; pois elas contm substncias qumicas que afectam o ser humano, tais como o mercrio metlico, metal pesado que, uma vez ingerido ou inalado, causa efeitos desastrosos no sistema nervoso. Uma vez descartadas tero efeito sensvel sobre os locais onde so dispostas, contaminando o solo e os cursos de gua e chegando mesmo cadeia alimentar.
Enquanto intacta a lmpada no oferece risco. No entanto, ao ser rompida libertar vapor de mercrio (cerca de 20mg), podendo ficar neste estado por um perodo de tempo varivel, em funo da temperatura, e que se pode estender por vrias semanas, e poder ser aspirado por quem a manuseia ou at mesmo por outros. A contaminao do organismo d-se principalmente atravs dos pulmes.

Alm das lmpadas fluorescentes, tambm contm mercrio, as lmpadas de vapor de mercrio, propriamente ditas, as de vapor de sdio e as de luz mista. A Organizao Mundial de Sade estabelece como limite de tolerncia biolgica para o ser humano, a taxa de 33 microgramas de mercrio por grama de creatinina urinria e 0,04 miligramas por metro cbico de ar no ambiente de trabalho.
O mercrio extrado das lmpadas, uma vez purificado e sob a forma de metal, encaminhado para empresas que o utilizam nos seus processos ou produtos, tais como as fabricantes das prprias lmpadas.
O conceito adoptado de recuperar e reciclar todos os materiais que constituem a lmpada, em vez de simplesmente descart-los, muito importante, pois protege os aterros, evitando a formao de passivos.


Armazenamento

recomendvel que as lmpadas a descartar sejam armazenadas em local seco, nas prprias caixas de embalagem original, protegidas contra eventuais choques que possam provocar a sua ruptura. Essas caixas devem ser identificadas para no serem confundidas com caixas de lmpadas novas. Em nenhuma hiptese as lmpadas devem ser quebradas para serem armazenadas, pois essa operao de risco para o operador e acarreta a contaminao do local. Tambm no se deve dobrar ou quebrar os pinos de contacto elctrico, para identificar as lmpadas fluorescentes estragadas, pois os orifcios resultantes nas extremidades da lmpada permitem o vazamento do mercrio para o ambiente.
No contacto com lmpadas quebradas, necessrio o uso de avental, luvas e botas plsticas. Quando houver quebra acidental de uma lmpada o local deve ser bem limpo por aspirao. Os cacos devem ser colectados de forma a no ferir quem os manipula e colocados em embalagem estanque, com possibilidade de ser lacrada, a fim de evitar a contnua evaporao do mercrio liberado.
As lmpadas que se quebrem acidentalmente devero ser separadas das demais e acondicionadas em recipiente hermtico como, por exemplo, um tambor de ao com tampa em boas condies que possibilite a vedao adequada. As lmpadas inteiras, depois de acondicionadas nas respectivas caixas, podem ser armazenadas em contentores metlicos, desenvolvidos especialmente para esse fim. Tais contentores, fabricados para os diversos tamanhos padronizados de lmpadas fluorescentes, eliminam quase por completo o risco de ruptura no transporte e dispem internamente de um filtro de carvo activado capaz de reter eventuais emanaes de mercrio das lmpadas que se quebrem durante o transporte.