• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Quais as solues possveis para o problema do lixo eletrnico
País: Brasil
Fonte: http://idgnow.uol.com.br/computacao_pessoal/2007/04/26/idgnoticia.2007-04-25.5839190013/
Data: 8/2008
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
As presses de organizaes ambientais e de grupos de defesa do consumidor vm surtindo efeitos positivos na eliminao dos componentes txicos dos eletrnicos e na responsabilizao dos fabricantes pela destinao do lixo eletrnico.

O Greenpeace, por exemplo, elabora uma lista peridica apontando a posio dos fabricantes no ranking verde. Na ltima edio, de maro de 2007, a Apple foi eleita a empresa menos ecolgica, enquanto a Lenovo obteve o melhor desempenho entre os fornecedores.

Embora no tenha efeitos punitivos para as empresas elencadas, o ranking aponta para os progressos dos fabricantes na eliminao de substncias txicas e na elaborao de polticas de coleta e reciclagem, criando uma espcie de guia para o consumidor interessado em escolher fornecedores mais responsveis.

Para o gerente das operaes brasileiras da TCG Recycling, Matt Chmielewski, empresa especializada no ramo de lixo eletrnico, essas melhorias devem rebater no Brasil. Os fabricantes multinacionais so obrigados a respeitar certas leis nos seus pases de origem e acabam adotando as mesmas polticas para as demais geografias.

Mas a aprovao de uma Lei Nacional de Resduos Slidos - que tramita na Cmara dos Deputados - ainda fundamental para garantir a responsabilizao dos fabricantes pela destinao dos resduos eletrnicos. Redes de coleta especfica para estes materiais tambm so fundamentais para evitar que eles acabem no lixo comum.
Para a consultora em minimizao de resduos e educao ambiental, Patricia Blauth, a reduo do lixo eletrnico tem que passar tambm por uma reviso no comportamento de consumo. Muitas vezes produtos em perfeito estado so descartados, diz.

A especialista observa que os prprios produtos so feitos para durar cada vez menos e que o consumidor no se ope a essa idia. o mximo da obsolescncia programada, critica. Com o avano da tecnologia, as pessoas no usam um aparelho at que ele se desgaste, concorda Valter Capello Jr., secretrio geral da Associao Brasileira de Empresas Pblicas e Resduos Especiais (Abrelpe).
Por Daniela Moreira, reprter do IDG Now!
Publicada em 26 de abril de 2007 s 07h00
Atualizada em 26 de abril de 2007 s 13h22