• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Brasil recicla 53,4% das embalagens feitas de PET
País: Brasil
Fonte: http://www.reciclaveis.com.br/noticias/00906/0090601pet.htm
Data: 6/2009
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
O Brasil reciclou 53,4% das embalagens PET, usadas, por exemplo, para refrigerantes, descartadas ao longo de 2008. A taxa fica bem acima do registrado nos EUA, onde so reciclados 22,4% dos produtos descartados e a mdia da Europa, de 18%, conforme dados da Associao Brasileira da Indstria do PET (Abipet). O plstico usado na produo de garrafas comeou a conquistar mercado no incio dos anos 90, principalmente por reduzir custos dos fabricantes de bebidas. A iniciativa ajudou a popularizar a bebida, chegando s classes de menor poder aquisitivo. Mas, ao lado das sacolinhas plsticas, a embalagem passou a ser vista como uma das vils do meio ambiente, em funo do descarte em rios e lixes. Aps uma campanha intensa dos fabricantes de PET junto a empresas recicladoras, o produto hoje j reutilizado largamente por indstrias txteis, que transformam a resina em polister, e automobilsticas, que aplicam o plstico reciclado em diversos locais dos carros. "Criando uma demanda pelo PET, conseguimos viabilizar a reciclagem", afirma o presidente da Abipet, Auri Maron. Mais do que vivel, a reciclagem tornou-se um negcio lucrativo. Em 2008, o faturamento dos negcios com reciclados de PET atingiu a marca de R$ 1,083 bilho, quase metade da receita obtida com a resina virgem, de R$ 2,263 bilhes. Depois de conquistar o mercado de refrigerantes, hoje o PET vem se diversificando, conquistando segmentos importantes como guas, que j respondem por 13,4% do destino, leo de cozinha, com 12,2% e sucos de frutas, 2,2%. E um dos grandes argumentos a favor da resina est no peso. Na hora da distribuio, o PET representa apenas 2% do peso da carga, o restante produto, enquanto o vidro, por exemplo, representa 45%. Por isso, o refrigerante j foi responsvel por quase 100% do uso de PET. At pelas caractersticas, porque transparente, leve, de fcil distribuio, alm de barrar o gs e dar maior durabilidade ao produto. "O produto democratizou o mercado de refrigerantes, abrindo espao para novas empresas", diz Maron. O fato de ser descartvel ainda eliminou o processo de lavagem de cascos para reuso, que utilizam quase 4 litros de gua por garrafa. Mesmo tendo sido uma das precursoras no uso do PET, a Coca-Cola vem investindo nas embalagens retornveis. Mas isso no significa uma volta atrs no processo, o que seria muito difcil de ser conseguido diante das vantagens do PET. Segundo o gerente de Relaes Institucionais da Coca-Cola Brasil, Maurcio Bacellar, a empresa nunca teve a inteno de abandonar o PET. "Desde 2002, iniciamos uma diversificao das embalagens para atender todos os nichos", informa. Por isso, j existem 28 tipos de embalagens diferentes de refrigerantes da marca e seis delas so retornveis. J a Companhia de Bebidas das Amricas (AmBev) colocou em prtica um projeto para reduzir o consumo de plstico, cuja tecnologia permite economizar 300 toneladas no primeiro ano. Fonte: Anna Lucia Frana (Gazeta Mercantil)