Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Lixo Eletrnico e a iluso de obsolescncia
País: Brasil
Fonte: http://www.guiadigital.info/index.php?not=1&pesq_not=1&mostra=8070
Data: 5/2010
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
Lixo eletrnico a denominao genrica para todo tipo de descarte de equipamento eletro-eletrnico. Com o aumento contnuo na produo e consumo de eletrnicos, a quantidade desse tipo de lixo gerado a cada ano torna-se um problema cada vez maior. O lixo eletrnico no pode ser descartado junto com o lixo comum: o grande nmero de elementos txicos pode contaminar o meio-ambiente. Alm disso, qualquer eletrnico por definio um objeto recheado de conhecimento aplicado, e muitas vezes descart-lo desperdiar esse conhecimento. O problema do Lixo Eletrnico comea com a produo e o consumo. Com o auxlio da mdia especializada, a indstria de eletroeletnicos se esfora para criar a iluso de obsolescncia convencer as pessoas de que precisam trocar seus computadores, celulares, cmeras e outros equipamentos em perodos cada vez mais curtos. Alm disso, a indstria tambm adota prticas predatrias no processo produtivo mo de obra precria, uso de matrias-primas extradas sem levar em conta os impactos social e ambiental, entre outras. Por outro lado, as pessoas comuns, que em ltima instncia tm a grande possibilidade de mudana desse cenrio delas o poder de compra ignoram a gravidade da situao e continuam acelerando o ritmo de consumo, sem pensar no que acontece com seus equipamentos daqui a poucos anos. No mbito da produo e do consumo, existem algumas medidas que se pode tomar para amenizar a situao. A primeira delas o consumo consciente. O Greenpeace publica vrias vezes ao ano seu Guide to greener electronics, que monitora as prticas das maiores empresas de eletrnicos. uma boa ferramenta para saber como as fabricantes se comportam. Outra medida importante a extenso da vida til dos eletrnicos, atravs do reuso. Por exemplo, um computador de dez anos atrs ainda pode ser usado como servidor de rede, armazenamento ou impresso. O software livre, com a flexibilidade que lhe inerente, pode ajudar bastante nesse sentido. A terceira maneira de reduzir os danos do lixo eletrnico buscar um descarte responsvel: em vez de jogar os eletrnicos no lixo, procurar projetos sociais e educacionais que faam uso deles, ou ento empresas que realizem a remanufatura ou reciclagem dos equipamentos. Em paralelo com a atuao da rede MetaReciclagem, chegamos a desenvolver um modelo de reaproveitamento de eletrnicos com fins sociais. Nunca chegamos a implementar o modelo plenamente (nossa natureza mais experimental), mas ele consiste idealmente de trs partes. A primeira uma camada de intermediao e logstica distribuda: um ambiente online onde as pessoas e empresas possam cadastrar os equipamentos que tm para doar, e uma rede de interessados poder se prontificar a receber as doaes ou transport-las para outras pessoas ou projetos. A segunda parte uma rede de empreendimentos sociais auto-geridos. Priorizar esses empreendimentos em vez de grandes empresas tambm vai no sentido de promover transformao social e a gerao de arranjos econmicos locais e descentralizados. A terceira parte so prticas de triagem e remanufatura, compartilhadas em rede e apropriveis por todas as partes envolvidas. Idealmente, esse processo otimiza o uso de eletrnicos, aproveitando-os ao mximo antes do envio para a reciclagem. A reciclagem o processo de separar os elementos que compem o lixo eletrnico e reinseri-los no ciclo produtivo. Em todo o mundo, a reciclagem de eletrnicos um mercado em franco crescimento. No Brasil, que ainda no aprovou a poltica de resduos slidos, o mercado conta com uma grande informalidade. Infelizmente, grande parte das empresas que atuam na reciclagem de eletrnicos no observam normas de segurana do trabalho e de descarte de resduos qumicos. Algumas utilizam mo de obra de adolescentes, sem proteo contra os elementos txicos, e ainda por cima se limitam a triturar o lixo e enviar para a China, onde ele vai ser reciclado por mo de obra precria e tambm sem levar em conta o impacto ambiental e social. Outro fenmeno associado falta de regulamentao do setor a chamada minerao urbana: pessoas que sobrevivem de procurar lixo eletrnico nos lixes e ruas de grandes cidades, e revendem para esse mercado negro. Ainda temos um longo caminho a percorrer nesse assunto, principalmente no Brasil. A primeira medida nesse sentido a aprovao da poltica nacional de resduos slidos. O projeto em andamento no congresso trata o lixo eletrnico como resduo reverso responsabiliza o fabricante pelo manejo dos descartes antes da disposio final. O projeto brasileiro recebe elogios em todo o mundo, mas ainda no foi aprovado. necessrio mobilizar a opinio pblica para esse problema, e acelerar a aprovao da poltica de resduos slidos. Fonte: Felipe Fonseca - Portal do Meio Ambiente