Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: O problema do Lixo
País: Brasil
Fonte: http://sobrelixo.awardspace.com/oproblema.php
Data: 9/2010
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
O problema do lixo que ele heterogneo,isto ,ele composto de um grande nmero de diferentes materiais que no podem ser tratados da mesma maneira. por isso que temos destintos tipos de coleta, com diferentes equipamentos,rotinas e tratamentos para diferentes resduos. O lixo pode causar doenas ,ele polui o ar, a gua, matando os peixes e contaminando a gua. Lixo nos crregos pode ocasionar enchentes. O lixo urbano constitudo predominantemente por matria orgnica e como tal sofre intensa decomposio, permitindo a reciclagem. A decomposio pode ser feita por dois processos: aerbio e anaerbio. A decomposio aerbia muito mais rpida, e os resduos resultantes so: gs carbnico, sais minerais e alguns compostos orgnicos que, mais resistentes biodegradao no chegam a se decompor totalmente. A decomposio anaerbia, entretanto pode originar compostos nocivos, como gs sulfdrico, mercaptans e outros compostos que podem ser txicos ou exalar mau cheiro. O lixo urbano sofre quatro processos: lixes, aterros sanitrios, compostagem e incinerao. No caso dos "lixes", o lixo simplesmente levado para terrenos baldios onde fica exposto e aproveitado pelos "catadores de lixo" que correm o risco de contrair doenas. Por outro lado o lixo provoca intensa proliferao de moscas e outros insetos. Outro inconveniente o "chorume", liquido que resulta da decomposio do lixo e que polui o solo e os lenis d‘gua. O chamado aterro sanitrio no um processo de tratamento. Consiste na decomposio de camadas de lixo alternadas com camadas de argila em terrenos bem drenados. Nessas condies as camadas de lixo sofrem decomposio aerbia e depois anaerbia. Um inconveniente do aterro sanitrio a possibilidade de contaminao das guas subterrneas, alm da no reciclagem dos materiais para os locais de origem. A incinerao um processo dispendioso, no qual o lixo queimado em cmaras de incinerao. As cinzas resultantes podem ser usadas para indstrias de fertilizantes. No processo de compostagem o material orgnico do lixo sofre um tratamento biolgico do qual resulta o chamado "composto", material utilizado na fertilizao e recondicionamento do solo. Todos temos ouvido falar muito que o lixo um problema. Mas ao cidado comum parece o problema do lixo s existe quando h interrupo na coleta do lixo e os lixeiros deixam de passar na sua porta. de arrepiar, no verdade? Sacos e sacos amontoando-se nas caladas, exalando mau cheiro, atraindo insetos e outros animais. Em resumo: poluindo e sujando a porta da sua casa. O que preciso entender que, mesmo quando o lixo recolhido pelos lixeiros, ele no desaparece: apenas levado para outro lugar. E preciso muito cuidado para que ele no cause os problemas que estava causando na porta de sua casa em outro lugar. Afinal, a cidade tambm nossa casa, assim como o pas, o continente e ... o Planeta. O lixo responsvel por um dos mais graves problemas ambientais de nosso tempo. Seu volume excessivo e vem aumentando progressivamente, principalmente nos grandes centros urbanos, atingindo quantidades impressionantes, como os 14 milhes de quilos coletados diariamente na Cidade de So Paulo. Alm disso, os locais para disposio de todo esse material esto se esgotando rapidamente, exigindo iniciativas urgentes para a reduo da quantidade enviada para os aterros sanitrios, aterros clandestinos ou lixes. O lixo, como os demais problemas ambientais, tornou-se uma questo que excede capacidade dos rgos governamentais e necessita da participao da sociedade para sua soluo. Uma das possibilidades para reduzir o problema do lixo a implantao da coleta seletiva de lixo - que consiste na segregao de tudo o que pode ser reaproveitado, como papis, latas, vidro, plstico, entre outros - enviando-se esse material para reciclagem. A implantao de programas de coleta seletiva de lixo no s contribui para a reduo da poluio causada pelo lixo, como tambm proporciona economia de recursos naturais - como matrias-primas, gua e energia - e, em alguns casos, pode representar a obteno de recursos, advindos da comercializao do material. Apesar do crescente nmero de municpios em que a coleta seletiva de lixo implantada - uma vez que toda a coleta de lixo atribuio dos governos municipais - verifica-se tambm um grande nmero de programas desenvolvidos por iniciativa da sociedade civil, em escolas, empresas, condomnios, etc., que apresentam maior chance de continuidade, pois no esto vinculados a mudanas e interesses polticos. O lixo mudou muito... At a metade do sculo 20 o lixo no significava um problema. A maior parte dele era formada por materiais orgnicos , como restos de frutas e verduras, assim como de animais, e tudo isso degradvel pela ao da natureza. O lixo era menor e facilmente transformado pelo prprio Meio Ambiente em nutrientes para o solo. Muitas pessoas tinham o hbito de ter em suas casas uma horta ou uma criao de galinhas e outros animais domsticos, a quem elas davam seus restos de comida. O que restava era enterrado, retornando ao solo. Portanto, tudo ia muito bem. O pouco que sobrava era recolhido e a natureza fazia sua parte. Entretanto, com o passar dos anos, o modo de vida dos habitantes do planeta foi mudando. A maioria mudou-se das reas rurais para as cidades. As cidades foram crescendo, reduzindo o espao de moradia e o tempo disponvel dos cidados. O resultado que passou a fazer parte da vida cotidiana a compra de alimentos e outros produtos embalados, prontos para o consumo. Parecia que era a soluo perfeita.Chegaram os supermercados, as comidas prontas, o leite longa vida, os vegetais j lavados.... timo! Mas.tudo isso passou a significar tambm montanhas e montanhas de embalagens, sacos plsticos, caixas, isopor, sacolas, sacolinhas, latas disso e daquilo.... E o que pior: so materiais que a natureza custa muito - quando consegue! - degradar e incorporar novamente ao ciclo da vida. Felizmente, grande parte desses materiais pode ser reaproveitada ou reciclada, evitando o acmulo de lixo no solo de nossas cidades e reduzindo o desperdcio de recursos naturais. Mas esse movimento est apenas comeando. necessria a colaborao de todos para que esse problema seja amenizado. [Fonte] http://www.augustolaranja.com.br/aluno/GFER8C2/lixo1.htm, http://orbita.starmedia.com/mundogeografico/texto81.html