Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Quer morar numa casa de papelo?
País: Brasil
Fonte: http://www.setorreciclagem.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=1210
Data: 1/2011
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://www.setorreciclagem.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=1210
Curiosidade (texto):
Estudos inditos no Brasil avaliam o uso do papelo para sustentar paredes e substituir materiais tradicionais na construo civil. Uma "casinha" experimental, para testes de impermeabilizao, vem resistindo muito bem a chuvas e umidade. O uso do papelo na construo civil pode representar alternativa de maior rapidez na obra, num processo mais leve e salubre. Pesquisas com a utilizao do produto esto sendo realizadas no Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Escola de Engenharia de So Carlos (EESC) da USP. De acordo com a arquiteta e doutoranda da EESC, Gerusa Salado, estudos com o material j vm sendo desenvolvidos no Japo. No Brasil esse tipo de pesquisa ainda indita, afirma. A escolha do material levou em conta critrios como reciclagem e produo de celulose e papelo, uma matria-prima abundante no Brasil. O papelo, alm do fato de poder ser reciclado vrias vezes, no precisa de um grande processo de transformao para a reciclagem. Basta tritur-lo e misturar com gua, descreve Gerusa. Para testar a eficcia do uso do papelo na construo, os pesquisadores construram uma clula-teste. Esta construo experimental, como foi denominada, possui o formato de um cubo medindo cerca de 3x3x3 metros, equivalente a um volume de 27 metros cbicos (foto acima). Em uma de suas paredes h uma janela. Na outra, uma porta. Gerusa explica que as outras duas paredes so cegas, sem qualquer tipo de abertura. Inicialmente, a pesquisadora desenvolveu na clula-teste as vedaes, objeto principal da pesquisa. No seu trabalho, Gerusa conseguiu construir uma parede de 1m linear, com tubos de 10cm de dimetro, sem resina ou impermeabilizantes. A estrutura, segundo ela, resistiu at cinco toneladas. Utilizando a resina impermeabilizante, a mesma estrutura teve a resistncia aumentada, suportando seis toneladas. Esta mesma resina torna o material resistente s chuvas e umidade. Nossa construo experimental (clula-teste) tem resistido a todas as fortes chuvas desses ltimos tempos, conta. Em relao ao fogo, ela alerta que o material precisa ser avaliado em relao ao tempo que o papelo pode levar para ser incinerado e se o fogo pode se extinguir sozinho. Os testes seguem normas tcnicas nacionais e internacionais. Sabemos que todos os materiais de construo so passveis ao fogo, mas neste caso, precisamos averiguar se o tempo de propagao de um incndio acidental possibilita que os usurios desocupem a edificao, confirma Gerusa. J certeza que a estrutura poder ser aplicada em edificaes trreas. O intuito das investigaes que a estrutura possa ser utilizada em habitaes, alm de outros tipos de construes como edifcios, como alternativa a materiais de alvenaria. Vantagens Entre as vantagens do papelo, a arquiteta destaca o uso de uma fundao apenas superficial e no subterrnea, pois a construo leve. A construo com este material bem mais rpida do que os mtodos convencionais porque feita num sistema pr-fabricado. Os tubos de papelo so ocos, facilitando a instalao dos sistemas hidrulicos e eltricos, no havendo necessidade de quebrar paredes. O custo de uma parede de papelo em relao de alvenaria convencional, por enquanto, proporcional, mas Gerusa lembra de fatores que podem torn-lo concorrente alvenaria, como impostos adequados a construo civil, produo no s dos tubos, mas tambm de mdulos pr-fabricados em larga escala. ENTENDA A NOTCIA Os pesquisadores de arquitetura e construo civil no Brasil tentam aproximar os discursos engajados de sustentabilidade com a prtica cientfica, no caso do papelo como material principal na estrutura de uma casa de verdade. No apenas como experincia pontual, artesanal, isolada, mas como uma ideia possvel e que ganhe utilizao em escala industrial. Sandra O. Monteiro - DA AGNCIA USP sandra.monteiro@usp.br Jornalista - Sandra Nagano - nagano@opovo.com.br fonte: O Povo