• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Reciclando resduos para reconstruir o Haiti
País: Brasil
Fonte: http://www.setorreciclagem.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=1255
Data: 7/2011
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://www.setorreciclagem.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=1255
Curiosidade (texto):
Um ano depois do terremoto que matou 230 mil pessoas e deixou um milho de desabrigados, montanhas de escombros ainda so parte da paisagem do Haiti. Agora, um estudo do Instituto de Tecnologia da Georgia, Georgia Tech, nos Estados Unidos, sugere que o problema pode se tornar soluo para criar moradias para os flagelados. O autor do estudo o engenheiro especializado em terremotos Reginald Des Roches, que nasceu no Haiti, e viajou diversas vezes a Porto Prncipe para recolher amostras e estudar a composio das runas de prdios da capital haitiana. Ele constatou que o concreto usado nas construes haitianas no era da melhor qualidade. Por isso, quando reciclado em novos blocos de concreto estrutural, apresentava menos da metade da resistncia regulamentada para construes americanas. Mas, DesRoches descobriu tambm que ao utilizar o material dos escombros modo, o concreto resultante apresentava grande resistncia, podendo ser usado em construes robustas na regio - constantemente ameaada por tremores. O engenheiro diz que a reciclagem das construes desabadas resolve dois problemas de difcil soluo: 1. O que fazer com os destroos - uma vez que existem poucos aterros seguros e menos ainda caminhes disponveis para o transporte; 2. Onde encontrar e novamente como transportar material para usar na mistura de concreto. A ideia no indita - na Europa, alguns pases chegam a utilizar at 20% de materiais reciclados em concreto estrutural - mas os testes da Georgia Tech mostram que seria possvel comear imediatamente a reconstruo do pas a partir das prprias "cinzas". " preciso mais trabalho para caracterizar os materiais reciclados, testes adicionais de parmetros de performance e avaliar a maneira mais segura de moer os escombros", afirmou DesRoches. fonte: www.midianews.com.br