• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Regies urbanas produzem 2,5% de lixo do planeta
País: Brasil
Fonte: Setor Reciclagem
Data: 10/2011
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://www.setorreciclagem.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=1403
Curiosidade (texto):
Para cada saco de lixo produzido em nossas casas, outros 60 foram gerados antes, estimou o socilogo Maurcio Waldman, ao se referir aos centros urbanos, que geram apenas 2,5% de resduos produzidos no planeta o que representa quatro bilhes de toneladas ao ano. Dos 30 bilhes de toneladas/ano de lixo lanados no mundo, a maioria produzido pelos setores de pecuria, agricultura e minerao Segundo Waldman, tambm doutor em geografia e autor do livro Lixo Cenrios e Desafios, indicado ao Prmio Jabuti em 2011, na categoria Cincias Naturais, apesar de representar a menor produo de lixo no planeta, os resduos slidos urbanos so um problema para pases emergentes. Ns mandamos para a compostagem apenas 2% do lixo orgnico urbano e reciclamos 13% da parte seca, afirmou o socilogo ao comparar o Brasil com a ndia, que faz compostagem de 65% des seus resduos orgnicos. Agora se fala em polticas para lidar com o metano, gs gerado nos aterros. Mas temos de evitar que ele seja gerado, mandando o mnimo possvel para o aterro, frisou. O Brasil, que abriga 3% da populao mundial, responsvel por 5,5% do lixo do planeta. Em parte porque o pas est exportando commodities como minrio, gros, carne, etc. A minerao responsvel por 38% do lixo gerado no mundo e a pecuria e agricultura, juntas, por 58%, assegurou Waldman. O Instituto de Pesquisa Econmica Aplicada (Ipea) calculou o prejuzo de um sistema de coleta e de reaproveitamento de resduos em R$ 8 bilhes/ano. J o professor Sabetai Calderoni, autor do livro Os Bilhes Perdidos no Lixo, estimou que os dficits somam US$ 10 bilhes ao ano. Daria para fornecer cestas bsicas mensais para todas as famlias pobres do pas e ajud-las a pagar a prestao de uma casa popular, constatou Calderoni, que comentou sobre as vantagens que as regies de reciclagem tm em relao aos aterros. Elas ocupam uma rea mil vezes menor que um aterro e a vida til no acaba nunca. Alm disso, o aterro tem de ser monitorado por anos aps ser desativado, explicou o professor, que presidente do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Sustentvel (IBDS) e participou da elaborao da Poltica Nacional dos Resduos Slidos (PNRS). Waldman destacou a importncia dos catadores na cadeia de reciclagem. Eles coletam 90% do material que retorna para a cadeia produtiva. Sem os catadores, teramos mais 7 milhes de toneladas ao ano de lixo seco sendo desperdiado no Pas. A PNRS tenta inserir os catadores, que geralmente vivem em situao de risco, formalmente na cadeia. Apenas 142 municpios brasileiros mantm convnios com catadores, de aproximadamente cinco mil.