Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:







Curiosidades


Assunto: Um Everest de lixo
País: Brasil
Fonte: Planeta Sustentvel
Data: 10/2011
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/lixo/conteudo_289568.shtml
Curiosidade (texto):
No parece haver ambiente imune ao destruidora do homem. O lixo, por exemplo, j responde por 70% da poluio marinha. Agora, surge o alerta de que ele tambm se tornou uma dor de cabea na montanha mais alta do mundo, o Monte Everest, na fronteira entre a regio chinesa do Tibete e o Nepal. Os 60 000 turistas que anualmente visitam a montanha, assim como os 1 300 que tentam a escalada at o cume, deixam pelo caminho dezenas de toneladas de lixo, que inclui desde barracas de acampamento e colchonetes at embalagens plsticas e garrafas de oxignio. H duas semanas, o governo chins anunciou uma megaoperao de limpeza de sua poro do Everest, a ser deflagrada no primeiro semestre de 2009. Aes semelhantes, mas menos ambiciosas, foram realizadas em 2004 e 2005. Os chineses cogitam tambm limitar o acesso de visitantes montanha. Hoje, 40 000 pessoas fazem a escalada pelo lado chins e 20.000 pelo lado nepals. O Nepal, que no divulga cifras sobre o lixo em sua face do Everest, diz que no pretende limitar o nmero de turistas. Para subir o Everest, cada alpinista precisa levar mais de 100 quilos de bagagem entre roupas, comida e equipamentos. A escalada exige cinco paradas e vrias viagens entre elas para levar toda a carga. A primeira parada feita em acampamentos-base, localizados a cerca de 5 200 metros de altitude quase o dobro da altura do Pico da Neblina, o ponto mais alto do Brasil. At essa escala, o lixo recolhido periodicamente pelo governo dos dois pases. Depois desse ponto, a sujeira deve ser transportada pelos alpinistas. No entanto, conforme avanam e sofrem os efeitos do ar rarefeito e do frio, eles passam a ter mais dificuldade para carregar peso nas costas. Quando ultrapassam os 8.000 metros e entram na chamada zona da morte, onde o oxignio se reduz em 70% e a temperatura beira os 30 graus negativos, a preocupao em sobreviver se sobrepe conscincia ambiental. Ento, comum que aliviem a carga deixando o lixo e os equipamentos pelo caminho. Na minha ltima expedio ao Everest, em 2005, foi difcil tirar fotografias l do topo sem que aparecessem as garrafas de oxignio cor de laranja, relata o alpinista brasileiro Waldemar Niclevicz, autor de trs livros sobre a montanha. Recolher o lixo deixado ano aps ano no Everest no tarefa fcil. Alm de enfrentar a escalada e o clima hostil, muitas vezes preciso quebrar blocos de gelo para chegar aos objetos descartados. Para financiarem a limpeza da montanha, tanto a China quanto o Nepal cobram de cada grupo de alpinistas uma taxa de lixo reembolsvel respectivamente, de 500 e 4.000 dlares. Se os funcionrios dos governos que fiscalizam as expedies constatarem que o lixo foi trazido de volta, o dinheiro devolvido. Nenhuma dessas medidas, porm, detm o acmulo de imundcie no Everest. A MULTIPLICAO DA IMUNDCIE medida que os alpinistas avanam montanha acima, o lixo que deixam no Everest de diversifica: - 5.200 metros: Garrafas plsticas e embalagens de alimentos (at esse ponto, o ixo recolhido regularmente) - 6.500 metros: Garrafas trmicas, equipamentos de cozinha, cadeiras de plstico. - 7.800 metros: Barracas, colchonetes, cordas, pilhas e baterias - 8.850 metros (cume): Garrafas de oxignio ALPINISMO EM MASSA Turistas que visitam anualmente os acampamentos-base do Everest, a 5.200 metros de altitude: 60 000 - Alpinistas que tentam atingir o topo da montanha: 1.300 - Alpinistas que chegam ao cume: 400 - Quantidade mdia de lixo por pessoa: 3 quilos - Lixo acumulado em 2007 no lado chins*: 120 toneladas * No existem dados disponveis sobre o lixo no lado nepals Autor: Por Roberta de Abreu Lima Revista Veja - 09/07/2008