Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Lixo hospitalar transformado em lixo comum
País: Brasil
Fonte: Setor Reciclagem
Data: 1/2012
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://www.setorreciclagem.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=1370
Curiosidade (texto):
Recentemente, uma matria especial do Fantstico mostrou que cerca de 60% dos resduos de sade coletados no pas hoje so descartados de maneira inadequada, em locais imprprios, causando riscos sade pblica. Em Curitiba, o Instituto de Medicina e Cirurgia do Paran, foi o primeiro a utilizar o Newster 10 um esterilizador de resduos de sade potencialmente infectados. O equipamento, que no oferece danos ao meio ambiente, realiza um processo em que os resduos sofrem decomposio trmica de protenas, ruptura de membranas celulares e modificao qumica dos componentes celulares. Para isso, utilizada uma cmara hermtica com presso atmosfrica e altas temperaturas em um ambiente mido. Dentro da cmara h uma parte giratria com lminas que desintegra, agita eaquece os resduos por meio de impactos e atritos. Quando a temperatura chega a 155C, o aparelho borrifa gua vaporizada para garantir o processo de esterilizao. "Dessa maneira, resduos que poderiam ser perigosos para a populao e para o meio ambiente por risco de infeco, como seringas, bisturis e resduos cirrgicos, podem ser descartados com segurana", garante Beatriz Genaro, diretora da TRAADEX Importao e Exportao de Produtos Manufaturados LTDA, empresa responsvel pela distribuio do Newter 10 no Brasil. "Depois de tratado, o material tem uma reduo aproximada de 70% do seu volume e de 30% do peso, com um aspecto irreconhecvel". A Newster desenvolvida na Itlia e conta com 300 equipamentos espalhados em 22 pases. A Traadex obteve todas as licenas necessrias para comercializao da mquina no Brasil e j est em negociao para a instalao de quatro delas em hospitais de Braslia. Alm de ser uma soluo para a destinao de lixo hospitalar, de acordo com Beatriz, dependendo do hospital, o equipamento se paga em dois ou trs anos. fonte: www.bonde.com.br