• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Pas desperdia 1 milho de m de biogs por dia
País: Brasil
Fonte: Setor Reciclagem
Data: 1/2012
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://www.setorreciclagem.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=801
Curiosidade (texto):
Por entraves na regulamentao e nas regras do Protocolo de Kyoto, o Brasil queima hoje cerca de 1 milho de metros cbicos de gs natural por dia em aterros sanitrios, estaes de tratamento de gua e na agroindstria. O combustvel, que representa 3% da capacidade do Gasoduto Bolvia-Brasil (Gasbol), suficiente para abastecer 200 postos com gs natural veicular (GNV) ou acionar uma usina termoeltrica de 100 megawatts (MW) Chamado de biogs, o combustvel proveniente de resduos slidos, como dejetos de animais, e pode ser tratado e transformado em gs natural para ser inserido na rede de distribuio, gerar energia ou abastecer veculos. Algumas iniciativas j aproveitam o combustvel, como os aterros sanitrios So Joo e Bandeirantes, em So Paulo, que destinam o gs para gerao trmica. O aproveitamento, porm, ainda pequeno. "Nos Estados Unidos h mais de 500 projetos de aterros que geram energia, alm de grande aproveitamento de gs natural renovvel para movimentar frotas de caminhes da indstria pecuria", diz Marcio Schittini, scio da Acesa, empresa com dois projetos de aproveitamento de biogs em implantao no Pas. No Brasil, diz, h mais de 40 aterros que no aproveitam o combustvel. Para Schittini, a falta de projetos fruto da falta de autorizao da Agncia Nacional do Petrleo (ANP) para o uso como combustvel veicular e do modelo adotado pelo Protocolo de Kyoto, que no permite ganhos econmicos com projetos que gerem crditos de carbono. "Muitos produtores rurais tm biodigestores para separar o biogs, mas preferem queim-lo para atuar no mercado de crdito de carbono", explica. Uma mudana nessa regra permitiria que, com pouco investimento, os produtores separassem o gs natural do biogs para abastecer frotas ou gerar energia. Schittini usa o termo "gs natural renovvel" para defender alteraes necessrias para a difuso do combustvel no Brasil. E compara com o biodiesel, misturado no diesel na proporo obrigatria de 2%. Um dos projetos da Acesa prev o aproveitamento de gs a partir de dejetos de criaes no Rio Grande do Sul, com capacidade de produo de 10 mil metros cbicos por dia. O investimento, de valor no revelado, prev a venda do gs como combustvel automotivo. O produto ser comprimido e transportado em caminhes. Antes, porm, necessria a regulamentao na ANP, que at hoje reconheceu s um pedido de uso de biogs, no complexo petroqumico de Camaari (BA). Um projeto-piloto est sendo desenvolvido em parceria da Acesa com a Petrobrs e a Cedae na Estao de Tratamento de Esgoto Alegria, no Rio. Com investimento de R$ 1,1 milho por meio de um fundo de pesquisa e desenvolvimento, ter capacidade para 25 mil metros cbicos de gs por dia. Setor Reciclagem fonte: ltimo Segundo