• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Material reciclado ganha espao nas linhas de produo da HP
País: Brasil
Fonte: reciclaveis.com.br
Data: 2/2012
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://www.reciclaveis.com.br/noticias/00907/0090710hp.htm
Curiosidade (texto):
Conhecida como capital da msica country nos Estados Unidos, a cidade de Nashville abriga uma operao de pequeno porte da HP: reciclagem de cartuchos de impressoras a laser e tinta. Enviados de todo o pas por consumidores individuais ou por revendedores, eles chegam ao espao de 7,4 mil metros quadrados em grandes caixas de papelo. Somam cerca de 1 milho de unidades ao ms. L so separados por tipo, desmontados automaticamente e - j reduzidos a seus principais componentes, plstico e metal - encaminhados para se transformar novamente em matria-prima que alimentar as fbricas da empresa. Esse trabalho feito por quarenta pessoas, divididas em trs turnos, numa linha de produo aparentemente espartana mas quase toda automatizada, pode parecer modesto quando comparado s dimenses do dono da operao: com 131 mil funcionrios em todo o mundo, a HP a maior fabricante americana de equipamentos e solues de informtica, com um faturamento de US$ 118 bilhes no ano fiscal encerrado em outubro. Mas a coleta e o reaproveitamento dos materiais utilizados nos produtos que levam sua marca uma ponta cada vez mais importante para os negcios da HP. Vender equipamentos de informtica, particularmente impressoras, em uma poca em que a digitalizao avana rapidamente uma tarefa delicada. Se, ao mesmo tempo, as preocupaes ambientais estiverem em alta, a situao fica mais complicada. E caso o cenrio seja completado por uma crise econmica, os desafios ganham dimenses gigantescas. Nesse quadro, a HP vende 1 milho de impressoras por semana. Pesquisa e desenvolvimento de produtos ambientalmente corretos - uma ofensiva que nasceu no incio dos anos 90 e ganhou mpeto nesta dcada - tm sido decisivos tanto como apelo de vendas como quanto diretriz de gesto. "A HP hoje coloca o foco em todo o sistema de impresso", explica Luis Pablo Alcal, gerente de desenvolvimento de mercado para a Amrica Latina do grupo de imagem e impresso da empresa. Para a companhia, hoje, esto em questo tanto o hardware quanto os meios utilizados para transmitir e multiplicar as imagens. "Salve uma rvore, no imprima, deixa de ser um argumento vlido se o papel sai de uma floresta sustentvel", diz Ricardo Matiarena, gerente de marketing de produto para Amrica Latina no segmento de toner. O cenrio para o negcio de impresso no futuro foi esboado pelo lanamento das mquinas fotogrficas digitais. Ainda se imprimem fotos, mas de forma e em volumes diferentes do passado. Essa avaliao o motor de ferramentas j bastante utilizadas, como controles de impresso em ambientes corporativos, e de programas novos, como o Smart Web Printing, que seleciona trechos de diferentes pginas da internet e "cola" todo o material para impresso em uma s pgina. Mas a alma do negcio na rea de impressoras o cartucho que pode abrigar quase 80% da tecnologia de um equipamento, informa Alcal. esse pequeno dispositivo que regula a quantidade de tinta e a maneira como ela se espalha no papel. Hoje, com o desenvolvimento de tecnologias para reaproveitamento do material, os cartuchos tambm fazem o papel de garotos-propaganda do lado verde de negcios da HP. Jean Gingras, gerente de marketing ambiental da rea de suprimentos, conta que em 1991 a empresa iniciou um programa de reciclagem com o recolhimento de cartuchos das impressoras a laser. O processo foi estendido aos cartuchos de tinta em 1998. Quatro anos depois, duas unidades de reciclagem foram implantadas, uma nos EUA e outra na Alemanha. "Recapturar o prprio plstico como material uma grande conquista", afirma Dean Miller, que est frente do programa de solues de reciclagem na rea de tinta. Esse tipo de processo novo e as solues muitas vezes no esto disponveis no mercado. O equipamento atual, por exemplo, foi desenvolvido junto com um instituto alemo, conta. Em um primeiro momento, o PET reciclado foi usado na fabricao de alguns componentes de scanners da HP. A produo de cartuchos com o material recuperado comeou em 2006, na Irlanda, Porto Rico e Estados Unidos. O volume era ento de 100 milhes de unidades. Neste ano o total deve atingir 400 milhes. O processo ainda exige investimentos da HP - recolhimento, armazenamento e remessa dos contineres, para cobrir as distncias entre os diferentes centros de reciclagem e reaproveitamento. Os cartuchos usados nas Amricas vo para a fbrica nos Estados Unidos. Os da Europa, Oriente Mdio e frica seguem para o centro da Alemanha. A limpeza da resina feita em uma terceira fbrica que tambm fica em territrio americano. A mistura final, com resina de garrafas plsticas recicladas e aditivos realizada no Canad, diz Miller. De l, segue para as fbricas. Em todo o mundo o ndice de recuperao de cartuchos gira hoje em torno de 20% a 25%. No futuro, diz Miller, a HP quer regionalizar o processo. Fonte: Valor Econmico