• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Cidades tm problemas para reciclar lixo urbano
País: Brasil
Fonte: reciclaveis.com.br
Data: 2/2012
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://www.reciclaveis.com.br/noticias/00909/0090909problemas.htm
Curiosidade (texto):
O lixo um dos grandes desafios das cidades brasileiras no sculo 21. A populao cresce. cada vez mais importante reciclar. Mas e quando o lixo separado e no existe um sistema de coleta seletiva eficiente? Para onde vai? A prefeitura de So Paulo anunciou que vai diminuir a verba para a varrio de lixo por causa da crise financeira que reduziu a arrecadao municipal. Uma ameaa ao meio ambiente no Rio de Janeiro. Parte do lixo acumulado durante 30 anos no aterro de Jardim Gramacho pode parar dentro da Baa de Guanabara. O aterro est condenado, mas continua a receber oito mil toneladas de lixo por dia, 80% do que produzido na Regio Metropolitana. Pelas ruas, falta estrutura e s vezes tambm educao. Moradores do Recife no respeitam o calendrio de coleta. Colocam o lixo na rua qualquer dia, qualquer hora. Recife no tem aterro pblico e est depositando o lixo em um aterro privado em um municpio vizinho. Quase metade de todo o lixo coletado no pas descartada de forma inadequada. Vai parar em lixes ou aterros improvisados. " muito pior. So 20 mil toneladas por dia e no se sabe o destino dessa quantidade de resduo. So 20 mil toneladas dispostas em cabeceiras de rios, ruas, expostos ao tempo", explica o presidente da Associao Brasileira de Empresas de Limpeza Pblica e Resduos Especiais Joo Carlos David. Na cidade de So Paulo so 15 mil toneladas descartadas todos os dias. Um dos principais aterros j foi desativado por atingir o limite da capacidade. Resultado: 80% do lixo vo parar em outros municpios. Para reduzir essa montanha de problema, a soluo depende de medidas que incentivem a reciclagem. Em uma casa todo o lixo devidamente separado. So duas lixeiras: uma para o material reciclvel, como papel, plstico, vidro. Outra para o lixo orgnico, como restos de alimentos. Um exemplo de conscincia ambiental que envolve toda a famlia. Joo lava a garrafa pet para depois jogar na lixeira de reciclvel. Carolina prepara a pipoca e o pacote vai para o mesmo lugar. O pai dos meninos sndico do condomnio. Levou a lio de casa para todo o prdio. S que esbarrou na burocracia. H trs meses pediu para fazer parte do sistema de coleta seletiva da cidade, mas entrou na fila de espera: "Acaba desestimulando as pessoas a fazer a coleta seletiva". Os moradores separam o lixo, sem muito sucesso porque tudo acaba misturado pela coleta comum. "Precisa melhorar a coleta. Tem muito lixo acumulado", reclama uma moradora. Na cidade de So Paulo, apenas 1% do lixo recolhido pela coleta seletiva. Em algumas capitais do Sul do pas, a coleta seletiva funciona melhor, chega a cobrir toda a populao. Caso de Porto Alegre, que implantou um novo sistema este ano e aumentou a meta de recolhimento para 100 toneladas por dia. Em Curitiba, a comida vale como incentivo. A cada quatro quilos de material reciclvel entregues, o doador recebe um quilo de alimento. Por ms, so 280 toneladas de lixo que pode ser reaproveitado. Cada morador de So Paulo produz at 1,5 quilo de lixo por dia. Boa parte poderia ser reciclada. O problema conseguir encaminhar esse material para reciclagem. Fonte: Bom Dia Brasil