• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Indonsios desconhecem conceitos como reciclagem de lixo
País: Brasil
Fonte: reciclaveis.com.br
Data: 2/2012
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://www.reciclaveis.com.br/noticias/00801/0080116conceitos.htm
Curiosidade (texto):
As latas para a coleta seletiva de lixo instaladas nas dependncias da Conferncia sobre o Clima de Bali so uma novidade em um pas cuja populao se livra dos dejetos de qualquer maneira, sem pensar nos efeitos sobre o meio ambiente. Com sua grama impecvel, Nusa Dua, a pennsula ao sul de Bali, onde transcorreu a crucial reunio sobre as mudanas climticas, pouco tem a ver com as demais cidades do arquiplago, onde o lixo, com freqncia, se integra paisagem. No exterior do centro de convenes, os balineses tm seu prprio conceito de tratamento do lixo. "Jogamos tudo num buraco que compartilho com meus vizinhos e todos os dias queimamos tudo", conta Kadek Murtini, um vendedor de 17 anos que mora em Denpasar, a principal cidade de Bali. Outros habitantes explicam que, com a falta de um servio municipal eficiente, so obrigados a contratar lixeiros para se desfazer de seus sacos de lixo. Romli, um adolescente, uma dessas pessoas. Sua seleo dos dejetos no se ajusta a critrios de meio ambiente e sim a um magro interesse econmico. "Ando pela cidade todos os dias, recolho tudo que tipo de lixo e levo para meu patro, que pesa e me paga por ele", explica. Nyoman Sudarna, uma comerciante, jamais ouviu falar em reciclagem. "No sei o que isso. Deve ser uma tecnologia nova, com grandes mquinas", arrisca. Sua ignorncia no um fato isolado. Milhes de indonsios tambm desconhecem o conceito. Para eles, a defesa do meio ambiente no uma prioridade. Segundo pesquisa de uma ONG em alguns bairros da capital, Jacarta, quase 80% dos residentes joga lixo nos canais e leitos de rios que atravessam a megalpole. Cerca de 50 milhes de indonsios carecem de acesso a gua potvel, 90 milhes ainda no tm fornecimento eltrico e quase 200 milhes se viram sem esgoto, informa o Banco Mundial. Por isso as iniciativas ecolgicas adotadas pela conferncia chamam tanto a ateno. Por exemplo, para ir de uma salo para outro nos complexos hoteleiros luxuosos, os participantes podem usar as bicicletas colocadas sua disposio. "As bicicletas so muito prticas, os delegados as usam, so mais rpidas que caminhar e mais ecolgicas", explica Salwa Dallala, coordenadora da conferncia. Fonte: AFP