• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Conhea a reciclagem de embalagens de leo lubrificante
País: Brasil
Fonte: http://revistadasaguas.pgr.mpf.gov.br/edicoes-da-revista/revista5/materias/conheca/
Data: 6/2013
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://revistadasaguas.pgr.mpf.gov.br/edicoes-da-revista/revista5/materias/conheca/
Curiosidade (texto):
Conhea a reciclagem de embalagens de leo lubrificante Voc sabia que 1 litro de leo lubrificante capaz de contaminar 1 milho de litros de gua? No Brasil, as embalagens usadas no setor automobilstico como concessionrias e postos de combustveis, que contm pequena quantidade de leo e aditivos em seu interior, so descartadas no lixo comum. Isso ocorre porque o leo lubrificante uma substncia de difcil remoo no processo de lavagem normalmente usado, que utiliza gua somente. O produto final apresenta um nvel de leo residual que compromete sua reutilizao na fabricao de novas embalagens. Mesmo sabendo dos benefcios da reciclagem como o aumento da vida til dos aterros, gerao de empregos, economia de energia e de recursos naturais, no Brasil o ndice de reciclagem adequada dessas embalagens de apenas 16,6%. O engenheiro qumico Srgio Luiz Pinto explicou que o leo residual desses frascos permanece no material reciclado porque o processo usual de lavagem no consegue retir-lo, inviabilizando seu uso para fabricao de novas embalagens. Aps esse problema, foi pesquisado um processo para a reduo do leo residual a nveis tolerveis e tambm sobre o destino adequado para eles. Nessa ocasio, destaca o engenheiro, foi encontrado um trabalho publicado pelo Departamento do Meio Ambiente (DMA) da Federao das Indstrias do Estado de So Paulo (Fiesp), que fornecia informaes sobre o impacto dessas embalagens no meio ambiente e sobre o manejo correto desses resduos. Segundo o engenheiro, em parceria com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), foi possvel desenvolver um processo que lava os frascos adequadamente e reutiliza a gua, no despejando no meio ambiente. Srgio Luiz alerta que h muito pouco sendo feito para que esses frascos recebam destinao adequada, principalmente devido falta de uma logstica capaz de impedir que as embalagens se misturem com lixo quando so descartadas pelas fontes geradoras. "Essa questo est ficando cada vez mais preocupante devido ao grande aumento da frota de veculos", disse. Quando essas embalagens no so recicladas, elas podem gerar passivos ambientais graves como, por exemplo, a formao de filmes de leo no dissolvido na superfcie aqutica, que por sua vez interfere na troca de ar e resulta em diminuio do nvel de oxignio, desequilibrando o sistema natural. Porm, quando passam pelo processo de reciclagem, essas embalagens podem vir a ser sacos de lixo, solados, pisos, mangueiras e muitos outros. Vale lembrar que poluir a gua com leo crime. O decreto n. 4.136/2002 dispe sobre a especificao das sanes aplicveis s infraes s regras de preveno, de controle e de fiscalizao da poluio causada por lanamento de leo e outras substncias nocivas ou perigosas em guas sob jurisdio nacional. As empresas que colocam esse tipo de embalagem no mercado devem estudar e desenvolver uma logstica que permita recolher adequadamente esse material e encaminh-lo diretamente empresas que tenham capacitao e licena para reprocess-lo.