Textos e Trabalhos Ténicos

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:







Encontrado(s) 10 Trabalho(s) Técnico(s) no assunto WASTE-TO-ENERGY

Clique para acessarAproveitamento Energtico dos Resduos Slidos Urbanos de Campo Grande, MS

Idioma: Portugus
Assunto: Waste-to-energy

Clique para acessarAvaliao tecnolgica de gerao energtica com resduos slidos urbanos (RSU) no Brasil

Idioma: Portugus
Assunto: Waste-to-energy
Resumo: Este estudo faz uma anlise dos ambientes institucional, organizacional, tecnolgico e competitivo que cercam o aproveitamento energtico dos resduos slidos urbanos no Brasil, objeto de poltica recente lanada no pas, que trata a questo superficialmente, priorizando, sobretudo, a destinao dos resduos aos aterros sanitrios, inclusive aqueles de origem orgnica. As anlises realizadas mostram que, acima de uma gesto excelente do processo, as polticas de governo sobre o tema da recuperao energtica de resduos so fundamentais para a viabilidade destes empreendimentos, que dependente tambm de um fortalecimento no ambiente organizacional, responsvel pelas presses polticas e centralizao dos interesses sobre o tema. Uma anlise do ambiente tecnolgico concluiu que a recuperao energtica de resduos dominada por empresas no Brasil e que pode ser ampliada em escala e tecnologias disponveis, desde que o mercado de resduos slidos urbanos oferea segurana ao investidor, sobretudo acima de outras fontes de energia renovveis que se valem das mesmas legislaes existentes sobre a comercializao de energia eltrica, porm com menores custos de implantao. Diferentemente de outras fontes de energia, sob o contexto poltico atual, os empreendimentos de aproveitamento energtico de resduos slidos urbanos so viveis economicamente em condies muito especficas no Brasil, especialmente aquelas ligadas falta de espao ou ao estabelecimento de parcerias pblico privadas em que pesem os interesses de ambos os parceiros, como tambm ponderados os ganhos para o municpio nos pilares ambiental, social e econmico.

Clique para acessarDriving forces for import of waste for energy recovery in Sweden

Idioma: Portugus
Assunto: Waste-to-energy
Resumo: Between 1996 and 2002, the Swedish import of so-called yellow for energy recovery increased. The import mainly consisted of separated wood waste and mixes of used wood and paper and/or plastics that was combusted in district heat production plants (DHPPs). Some mixed waste was imported to waste incineration plants for energy recovery (10 percent of the import of yellow waste for energy recovery in 1002). The import came primarily from Germany, the Netherlands, Norway, Denmark and Finland. We identified six underlying driving forces for this recent increase of imported waste which are outlined and their interactive issues discussed

Clique para acessarGERAO DE ENERGIA ELTRICA COM RESDUOS SLIDOS URBANOS - USINAS WASTE-TO-ENERGY (WTE)

Idioma: Portugus
Assunto: Waste-to-energy
Resumo: Enquanto uma atividade no for rentvel ter grande dificuldade em ser sustentvel. Com o lixo no diferente. No Brasil, em especial nas capitais, a populao aceita pagar uma tarifa maior para a coleta domiciliar dos RSU. No entanto, em relao disposio final, com raras excees, as tarifas pagas pela populao no permitem o tratamento adequado. Na Europa e Japo as Prefeituras pagam s empresas que recebem os RSU cerca de R$ 250,00 ou mais por tonelada de lixo, dando destinao final adequada. No Brasil, devido a baixa renda da populao, no possvel pagar valores desta magnitude, sendo comum taxas de R$ 6,00 a tonelada, o que s viabiliza lixes ou aterros remediados. Taxas para Destinao Final (TDF) da ordem de R$40,00 a tonelada, pagas por algumas Prefeituras de So Paulo, combinadas com os crditos de carbono provenientes do metano evitado, viabilizam aterros sanitrios modernos com aproveitamento energtico do biogs (50% metano e 50% gs carbnico) gerado pela decomposio anaerbica da frao orgnica do lixo, chamados aterros energticos. Esta soluo, embora melhor do que os lixes, est longe de ser a mais adequada do ponto de vista ambiental, tanto que est sendo banida sua adoo nos pases da Comunidade Europia. A idia a contnua reduo da matria biodegradvel at a proibio total por volta de 2020, sendo que paises como a Alemanha j se anteciparam e a proibio j total desde 2005.

Clique para acessarRecuperao Energtica

Idioma: Portugus
Assunto: Waste-to-energy

Clique para acessarSEMINRIO INTERNACIONAL - APROVEITAMENTO ENERGTICO DE RESDUOS

Idioma: Portugus
Assunto: Waste-to-energy
Resumo: O problema da destinao dos resduos slidos urbanos tem se transformado em um dos maiores desafios da gesto pblica no pas, tendo em vista os graves impactos ambientais gerados pelos lixes (aterros sanitrios fora de especificaes e sem controle sanitrio) ou mesmo pelo esgotamento da capacidade dos aterros sanitrios regulares. Alm dos problemas ambientais, os altos custos para operao dos processos, h uma grande rejeio da sociedade deposio de qualquer resduo prximo sua residncia, tanto pelos odores desagradveis como pela desvalorizao econmica que produzem ao patrimnio imobilirio. Como soluo a esse problema, a converso de resduos slidos urbanos em energia WTE (do ingls - Waste To Energy) considerada em todo mundo desenvolvido como sendo uma opo ambientalmente sustentvel, tratandose de uma fonte de energia limpa, confivel e renovvel gerando energia eltrica com menor impacto ambiental do que a maioria das outras fontes energticas. Esse processo de aproveitamento energtico no elimina a reciclagem de materiais, que a primeira e mais importante etapa, mas trata-se de uma soluo adequada para o restante dos resduos que por alguma razo no foram separados previamente. Desta forma, h duas possibilidades para disposio dos resduos aps a remoo dos reciclveis: depsito em aterros sanitrios ou us-los no processo de converso em energia limpa e renovvel.

Clique para acessarTeste de Contedo Biognico de Combustveis Derivados de Residuos via ASTM D6866

Idioma: Portugus
Assunto: Waste-to-energy
Resumo: Os regulamentos rigorosos de qualidade do ar e alteraes climticas requerem que as companhias reduzam suas emisses de gases de efeito estufa (GEE). Instalaes com operaes de alta intensidade energtica fazem a queima conjunta (cofiring) de biomassa pura com combustveis alternativos como o carvo para reduzir custos e atingir as suas metas de reduo de emisses. Muitos destes combustveis alternativos derivados de resduos, por exemplo, resduos slidos urbanos (RSU), os combustveis slidos recuperados, lamas e pneus inservveis. Combustveis derivados de resduos (CDR) so mais baratos que combustveis fsseis, como carvo e coque de petrleo, ainda assim seu contedo energtico frequentemente comparvel. Suas emisses fsseis so tambem mais baixas porque possuem grande parcela de biomassa debido principalmente ao papel e outros materiais orgnicos. Tambem borracha natural e outros components orgnicos fazem os pneus usados de carros e caminhes parcialmente renovveis. Lodo de esgoto, composto considerado em geral composto de 100% biomassa, tem um insumo fssil considervel devido aos shampus, detergentes, e outros produtos de contedo surfactante integrados no fluxo de resduos. Para garantir que estes combustveis alternativos emitam menos dixido de carbono fssil durante a combusto, um pado analtico pode ser usado para medir o teor de carbono biognico destes combustveis derivados de resduos. Este mtodo chamado ASTM D6866.

Clique para acessarTHE ROLE OF WASTE INCINERATION IN GERMANY

Idioma: Portugus
Assunto: Waste-to-energy
Resumo: In the late 19th century, the lack of appropriate waste collection and disposal systems in Europe along with public health issues the outbreak of epidemics such as the cholera raised the question: How can waste volumes be reduced and how can waste be managed more hygienically? This marked the beginning of the age of technical waste incineration. The first waste incineration plant known as Destructor was built in Nottingham, England in 1876. Following expe- rience with waste incineration in Manchester, the introduction of this technolo- gy was also discussed in Germany. The first waste incineration plant in Germany was built in 1894/95 in the wake of the last major cholera outbreak in Hamburg. This so-called waste incinera- tion works took up operation in Bullerdeich, Hamburg on 1 January 1896, disposing of the waste of the citys 300,000 inhabitants. Thus, the foundations had been laid for a new method of waste treatment which proved to be viable not only from health and environmental aspects but also economically.

Clique para acessarTratamento de resduos slidos urbanos com recuperao energtica por meio da tecnologia de plasma - estudo de caso para a regio de Taubat - SP

Idioma: Portugus
Assunto: Waste-to-energy

Clique para acessarTRATAMENTO TRMICO DE RESDUOS COM RECUPERAO ENERGTICA

Idioma: Portugus
Assunto: Waste-to-energy